Como nos organizamos?

Como nos organizamos?
Clique aqui para saber

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A Novidade do Natal



O itinerário da Igreja anualmente se repete não como os ponteiros do relógio, que passam sempre pelos mesmos números, mas como o trem que atravessa lugares diferentes, numa sucessão de novidades e surpresas. Assim é o Ano Litúrgico, que se inicia no primeiro domingo do Advento, com o ciclo do Natal. É deus que se manifesta a nós na pequenez de uma criança, mora algum tempo conosco e não nos abandona nunca, não obstante o seu retorno para a casa de seu Pai.

Apesar de celebrarmos o Natal todos os anos, em cada um a Criança de Belém chega com novos presentes pendurados na árvore da fé e da amizade. São de cores, formas e tamanhos diversos. Não há repetição nem rotina, porque o mistério da encarnação não se esgota em nenhuma realidade ou manifestação humana. Há sempre uma mensagem nova na liturgia natalina, um sorriso diferente de Jesus, que nos aguarda de braços abertos na noite santa.

Entretanto de nada adianta admirarmos a criatividade divina se não a reproduzimos em nossa convivência com Deus e em nossos relacionamentos com o irmão. A singularidade de cada Natal é motivação para que não façamos de nossa vida páginas digitadas com o mesmo tipo e o mesmo formato. Uma caminhada verdadeiramente cristã se faz notar pela sua constante renovação. Ela também deve ser notada pela criatividade de nossa fé, que não se manifesta como rotina nem como frustrações. Quem convive com a Bíblia e se alimenta com a Eucaristia jamais perde o sabor da novidade presente em qualquer gesto de acolhimento, de solidariedade e de justiça. Por isso o autêntico cristão mantém a jovialidade do coração, mesmo que a vida não lhe tenha sorrido sempre e muito lhe pese nas costas.

Que o Natal/2011 traga a cada um de nós a graça da renovação, que dá maior brilho ao nosso testemunho. Que a estrela de Belém nos guie sempre para a gruta onde nos encontramos com “a beleza sempre nova e sempre eterna”.

Feliz Natal!



Dom Geraldo Majella Agnelo-Arcebispo Emérito de Salvador.

Fonte: Liturgia Diária-dezembro/2011

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

RECIFE FELIZ NATAL



Música e espiritualidade no centro do Recife, em clima de natal, neste ano no contexto da abertura do centenário de Luiz Gonzaga.
Local: Pátio de São Pedro
Data e horário: Dia 21 de dezembro de 2011, das 15 às 22 horas.
Para melhor compreensão:
O evento acontece pelo 10º ano consecutivo no centro do Recife, com o propósito de cultivar um clima religioso no Natal da cidade do Recife

- Celebração religiosa presidida por Dom Edvaldo Gonçalves do Amaral, arcebispo emérito de Maceió;
- Presença e mensagem de Dom Fernando Saburido, arcebispo metropolitano;
- Show Musical com artistas populares e religiosos;
- Coleta de alimentos para a Campanha do Natal Sem Fome.

Artistas convidados:
° Orlando Sérgio
º Tarcísio Rodrigues
° Banda Vox Dei
° Maciel Melo
° Santana, o cantador
° Nando Cordel
° Pe. Joãozinho
° Pe. João Carlos

Coleta de alimentos: convida-se as pessoas a levarem 1 kg de alimentos para a Campanha do Natal Sem Fome

Promoção: Associação Missionária Amanhecer (AMA)
A Associação Missionária Amanhecer (AMA) é uma entidade sem fins lucrativos que produz programas no rádio e na televisão e eventos socioculturais; atuando na missão evangelizadora nos meios de comunicação social, e se mantém com doações de seus colaboradores.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Programação de Natal - Matriz de Casa Forte


Dia 18/12 - Após missa 17h

CANTATA DE NATAL - SACRUM COR

Dia 21/12 - 09h às 12h

CONFISSÕES PARTICULARES

16h

CELEBRAÇÃO PENITENCIAL- ADOLESCENTES E JOVENS

20h30min

CELEBRAÇÃO PENITENCIAL - ADULTOS EM GERAL

Dia 22/12 - 09h às 12h

CONFISSÕES PARTICULARES

16h

CELEBRAÇÃO PENITENCIAL - ADULTOS EM GERAL

Dia 23/12 - 20h

CANTATA NATALINA

Dia 24/12 - 20h

MISSA CAMPAL DE NATAL

Dia 25/12 - 08h

CELEBRAÇÃO FESTIVA DO NATAL DO SENHOR

17h

CELEBRAÇÃO FESTIVA DO NATAL DO SENHOR

19h30min

CELEBRAÇÃO FESTIVA DO NATAL DO SENHOR

Dia 31/12 - 20h

MISSA DO ANO NOVO

2012

Dia 01/01 - 17h

SANTA MISSA

19h30min

SANTA MISSA

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Promessa de Desespero


Bruno Luã da Silva Galvão*

Regressando da faculdade para casa, deparo-me com uma jovem que estava sentada por detrás de mim no ônibus coletivo em Recife. O interessante que muitas pessoas não se incomodam em falar alto quando estão atendendo ou realizando uma ligação ao celular ao meio de um aglomerado de pessoas.

Essa moça conversava com o namorado e fiquei à escuta. Curioso fui eu, mas despertou-me escrever este texto e refletir a triste realidade de separação de relacionamento que culmina infelizmente na vida dos jovens que mal iniciam a vida a dois. Não esqueci a célebre frase: “Promessa de Desespero”, claro que ouvi boa parte da sua conversa, pois coincidentemente o semáforo da avenida estava quebrado e houve um descontrole total no trânsito com a ausência dos guardas de trânsito.

A jovem simplesmente estava acabando seu namoro por infidelidade daquele em quem depositou toda confiança. Profunda e atuante realidade presente na vida de milhões de jovens que são envolvidas tanto em namoro como em casamento. A “Promessa de desespero” estava associada pelas inúmeras vezes em que o namorado da jovem jurava que não cometeria mais o erro ocasionado pelo “deslize”, talvez da traição, já que essa cena repetiu-se mais de uma vez. No momento de desespero garantia que o episódio não se repetiria mais. Quantos jovens rompem um relacionamento amoroso, e em alguns casos dão chances ao seu parceiro (a), mas cai no mesmo erro, que ocasiona e desmotiva jovens que acabam e sofrem frustração no que almejava juntamente com seu par: serem felizes e se unirem constituindo uma família.

Em nossa realidade é preciso criar uma cultura de fidelidade em vários âmbitos da vida social de um povo, seja ele referente ao relacionamento a dois, seja ele numa atitude mais simples que possa existir, pois é pelas pequenas coisas que se deve criar o apaixonamento pela fidelidade. Ora, no momento de encarar grandes dificuldades o aprendizado pela fidelidade irá combater e vencer o que parecia ser causa extraordinária de destruição.

Por isso é importante e necessário que os pais ensinem aos filhos a fidelidade desde a infância. Deparamos na psicologia educacional com a orientação advinda da teoria de um psicólogo em que os pais devem apresentar para os filhos na infância, brinquedos/jogos adequados cujos transmitam ensinamentos a partir de regras o qual ajude a perceber que para vencer é necessário cumprir, respeitar e ser fiel as normas determinadas pelo jogo. Sendo esse importantíssimo instrumento de aprendizado deve também ser feito uma alusão a própria vida que segue o mesmo ritmo de um determinado jogo.


* Acadêmico do curso de licenciatura plena em filosofia.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Confraternização de Natal Catequese Casa Forte



Animador:

Iluminados pelo Espírito Santo,somos

convidados a nos preparar para

celebrar a vinda de Emanuel, o Deus

conosco.

Todos:

Vem ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)

Vem, não demores mais, vem nos libertar! (bis)

Já chegou o tempo, o Senhor vem vindo! (bis)

Venham, pelo deserto, um caminho abrindo! (bis)

O Senhor nos chama para a conversão! (bis)

A Ele preparemos nosso coração! (bis)

Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito! (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (bis)

Animador:

Neste encontro em preparação ao Natal, somos novamente motivados por João Batista. Hoje ele nos convida a ser testemunhas de Jesus. João não é Jesus; ele o apresenta, o mostra. A nossa vida também deve dar testemunho de Jesus. Com o nosso jeito de viver, devemos mostrar aos outros que somos seguidores do Messias.

SALMO: LUCAS 1 (MAGNIFICAT)

A minh’alma engrandece o Senhor

Meu coração muito se alegrou,

Em Deus meu Salvador; (bis)

Ele voltou o Seu olhar

Para a pequenez de Sua servidora

E todas as gerações me proclamarão

Feliz e ditosa.

A minh’alma engrandece o Senhor...

Ele que é todo o poder me fez grandes coisas

Santo é Seu nome, Sua bondade se estende

De pais para filhos, sobre os que O temem.

A minh’alma engrandece o Senhor...

Ele agiu com braço forte e cheio de orgulho

Ele dispersou, botou abaixo os potentes,

Humildes, pequenos, Ele elevou.

A minh’alma engrandece o Senhor...

EVANGELHO: JOÃO 1,6-8. 19-28


Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz.


Este foi o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para perguntar: "Quem és tu?" João confessou e não negou. Confessou: "Eu não sou o Messias". Eles perguntaram: "Quem és, então? És tu Elias?" João respondeu: "Não sou". Eles perguntaram: "És o profeta?" Ele respondeu: "Não".


Perguntaram então: "Quem és, afinal? Temos que levar uma resposta para aqueles que nos enviaram. O que dizes de ti mesmo? João declarou: "Eu sou a voz que grita no deserto: 'Aplanai o caminho do Senhor' " - conforme disse o profeta Isaías”.


Ora, os que tinham sido enviados pertenciam aos fariseus e perguntaram: "Por que então andas batizando, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?"


João respondeu: "Eu batizo com água; mas no meio de vós está aquele que vós não conheceis e que vem depois de mim. Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias". Isso aconteceu em Betânia, além do Jordão, onde João estava batizando.

Palavra da Salvação

PARTILHANDO A PALAVRA

Animador:

Esta é a hora da nossa conversa, da nossa partilha. Momento muito importante!

É fácil tomar uma decisão que compromete toda a nossa vida?

Por que será que somos tão inseguros para tomar determinadas decisões?

O que nos impede de dizer “sim” ao projeto de Deus?

Que lições podemos tirar do texto de João Batista?

ORAÇÃO FINAL

Animador: Ó Pai, nossos encontros nos trazem alegria, pois nos ajudam a rever nossa vida e assim nos preparar sempre melhor para celebrar vossa presença em nosso meio. Que este encontro nos incentive para que sejamos verdadeiras testemunhas do vosso Filho. Que vive e reina para sempre.

Todos: Amém.

Animador: O Deus da paz, da esperança e da alegria permaneça conosco agora e sempre.

Todos: Amém.

Animador: Deus Pai, Filho e Espírito Santo nos abençoe e nos acompanhe em nosso cotidiano.

Todos: Amém.

Animador: Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo.

Todos: Para sempre seja louvado

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011