Como nos organizamos?

Como nos organizamos?
Clique aqui para saber

domingo, 29 de agosto de 2010

Como homenagear os catequistas no seu dia?


Vou homenargear com a frase que fiz para o II Desafio do Blog Catequese Caminhando e que ficou em primeiro lugar.
Agradeço de coração a todos e também a catequista Sheila do blog Semeando Catequese que presenteou a todos os participantes com uma bela plaquinha personalizada.

FELIZ DIA DO CATEQUISTA!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Pai Nosso do Catequista


PAI - NOSSO QUE ESTAIS NO CEU,
Pai de todos nós, vossos seguidores
Pai presente na missão de todos os catequistas
Pai que estais presente nos catequizandos que formamos
Pai, primeiro catequista da humanidade e mestre de sabedoria.

SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME;
Santificado seja o vosso nome nas palavras que pronunciamos
Santificado seja o vosso nome no tempo que dedicamos aos catequizandos
Santificado seja o vosso nome pelo catequista que somos.

VENHA A NÓS O VOSSO REINO,
Reino de paz e humanidade
Reino de fé e Constância
Reino de força e coragem
Reino de serviço e doação

SEJA FEITA A VOSSA VONTADE, ASSIM NA TERRA COMO NO CEU;
Seja feita a vossa vontade nas palavras que dizemos
Seja feita a vossa vontade em tudo que testemunhamos
Seja feita a vossa vontade no testemunho que damos
Seja feita a vossa vontade no coração de todos.

O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE;

Dai-nos o pão da esperança e segurança
Dai-nos o pão da vossa Palavra, o Evangelho.
Dai-nos o pão para comer, pão que sacia a fome.
Dai-nos o pão da fé e do vosso Amor, a Eucaristia.

PERDOAI-NOS AS NOSSAS OFENSAS , ASSIM COMO NÓS
PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO;

Perdoai nossa fraqueza na fé
Perdoai nosso desanimo e descompromisso cristão
Perdoai nossa não correspondência ao vosso amor
Perdoem todos os que praticam o mal

E NAO NOS DEIXEI CAIR EM TENTACAO, MAS LIVRAI-NOS DO MAL

Livrai-nos da tentação, da ambição e do orgulho
Livrai-nos da tentação de não falar em nome da vossa igreja
Livrai-nos da tentação do comodismo
Livrai-nos da tentação de não professar, com atos, a fé que assumimos.

AMEM !

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Reunião com os pais

Hoje,24/08, terça-feira, haverá reunião com os pais na sala de catequese.

Será às 20:00h e terá uma palestra com a catequista Patrícia Simões.

Sua presença é muito importante!

Candidatos comentam sobre o debate


Logo depois do debate os candidatos ficaram no auditório e atenderam aos diversos jornalistas.

José Serra, candidato à presidência pelo PSDB elogiou a iniciativa das tvs “O debate foi muito bom e eu só tenho a elogiar a iniciativa desta rede de TV católica. Foi um debate conduzido com rigor e suavidade”

“Nós estamos num estado laico mas não num estado ateu. Eu tenho procurado ter sempre o mesmo discurso, independente do público, não mudo o discurso por conveniência” disse a candidata do PV, Marina Silva, logo após o debate.

O Candidato Plínio Sampaio do PSOL também concedeu entrevistas logo após o debate. Perguntado sobre os temas religiosos, o candidato disse que “no Brasil, tem gente que acredita e gente que não acredita [em Deus]. Nós não temos o direito de impor a nossa conduta às pessoas que não tem a fé que nós temos.”

Já a candidata do PT, Dilma Rouseff, cancelou a sua presença no debate alegando problemas em sua agenda.

http://blog.cancaonova.com/redacao/

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Igreja promove debate com candidatos presidenciáveis


Em cima da mesa, vão estar temas como o aborto, a eutanásia e a utilização de símbolos religiosos nos locais públicos
Hoje,23/08 (segunda-feira), vai ter lugar um debate entre representantes da Igreja brasileira, da sociedade civil e os diversos candidatos às eleições presidenciais no país.

Trata-se de uma iniciativa que partiu da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O objetivo é dar a conhecer às pessoas quais as ideias dos políticos concorrentes, relativas a matérias como o aborto, o recurso a células tronco embrionárias e a utilização de símbolos religiosos nos locais públicos.

Num artigo publicado no site oficial da CNBB, D. Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, refere que uma questão espinhosa para os candidatos será "o pleno respeito à dignidade da pessoa e à sua vida em todos os momentos. Questões como o aborto, a eutanásia, a manipulação de seres humanos nas pesquisas científicas acabam por ser evitadas, ou tratadas de maneira evasiva. O direito à vida não pode ser submetido ao arbítrio da maioria".

D. Antônio Duarte, bispo auxiliar do Rio de Janeiro, refere numa outra nota que "neste período de campanha eleitoral, quando se procura uma renovação dos quadros executivos e legislativos do país e dos estados brasileiros, o tema do aborto e demais temas relacionados - eutanásia, pílula do dia seguinte, distanásia, segurança pública, atendimento hospitalar público - podem ficar escondidos, sob o manto das manchetes apelativas, a respeito das pesquisas de opinião pública ou do crescimento econômico-social promovido por governantes e partidos a eles ligados".

"O povo brasileiro não pode continuar a ser ingênuo e embarcar numa atitude de omissão política", refere ainda o mesmo prelado.

O debate vai ter lugar no auditório da Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, hoje, a partir das 22 horas (18 horas em Lisboa). A transmissão, em direto, estará a cargo das principais emissoras de televisão de inspiração católica do Brasil, entre as quais a TV Canção Nova e a Rede Aparecida. A iniciativa poderá ainda ser acompanhada através do portal da Canção Nova, em www.cancaonova.com.

As eleições presidenciais brasileiras estão a ser disputadas por nove candidatos. Marina Silva, do Partido Verde; José Serra, do Partido da Social-democracia Brasileira; e Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores, são os favoritos à corrida, de acordo com as últimas sondagens. A primeira volta das presidenciais está marcada para dia 3 de Outubro.

Fonte: Agência Ecclesia

domingo, 22 de agosto de 2010

Dia dos Leigos e Leigas


O quarto domingo de agosto é o DIA DOS MINISTÉRIOS LEIGOS. Os leigos e leigas são, por vocação e missão, os grandes educadores da fé e da esperança cristã na comunidade. Elevemos a Deus uma prece pelos leigos (as) e catequistas para que continuem a ecoar a Boa Nova de Jesus com ardor missionário.

A grande maioria dos cristãos é chamada a trabalhar pelo Reino de Deus “exercendo funções temporais e ordenando-as segundo Deus” (Concílio Vaticano II). Sua tarefa especial é de tornar a Igreja presente no coração do mundo, onde são chamados a trabalhar em favor da justiça, do respeito pela pessoa humana e da caridade. A vida do leigo está marcada pela vida de família, verdadeira Igreja Doméstica (Puebla 94) e pelo trabalho como profissão, em obediência à ordem dada pelo Criador, de dominar a terra e submetê-la (Gn 1, 28).
Através do Batismo somos inseridos na Igreja e fazemos parte do povo de Deus. Cada um de nós é chamado por Deus para participar da sua vida e do seu Reino, a ser “sal da terra e luz do mundo” em nossa sociedade, família, na política, escola, trabalho, comunidade...
Deus quis que em todas as vocações se manifestasse o seu amor ao mundo. Em cada vocação, Ele dá ao homem um lugar especial no ministério de Cristo, um papel a cumprir na salvação da humanidade.
A vocação e missão que recebemos de Deus nos situa no coração da Igreja e nos põe inteiramente a seu serviço. Nós somos Igreja. Somos uma família bem diversificada, formada por homens e mulheres, jovens e adultos, por solteiros e casados, cuja cabeça é o próprio Cristo e nós somos os membros da qual a Ele devemos permanecer unidos se desejamos produzir muitos frutos. O Senhor espera que desenvolvendo os dons que recebemos, demos a resposta que o Pai espera de nós, que ajudemos a todos a encontrarem Jesus, caminho, verdade e vida.

Deus nos escolheu para ser sinal nesta comunidade. Nos deu uma tarefa em benefício de outros. Não demore em dar o seu SIM a Deus, em aceitar o amor d, Dele, em abraçar os planos que Ele tem para você. O mundo necessita de uma nova geração de homens e mulheres que se entreguem com docilidade ao Espírito Santo, à gloriosa missão de anunciar a todas as pessoas o Evangelho da salvação, tornar conhecida a Igreja com seu tesouro espiritual, a testemunhar a fé no Cristo ressuscitado no meio de tanto egoísmo e violência, tanta dor e sofrimento. O Senhor conta com sua força, sua alegria, com seu entusiasmo, com sua fé e disposição para colaborar com Ele na realização do plano de amor do Criador e Pai. A resposta positiva resulta da participação do banquete da vida. Na mesa do reino vão se sentar os que praticaram a justiça, o amor, a caridade.

Leigos, religiosos ou sacerdotes, temos todos a mesma vocação: de amar Jesus sobre todas as coisas e dar a vida por Ele e por sua Igreja. Venha fazer parte desta grande família.

Colabore, participe de algum movimento ou pastoral.

Há um mundo novo a ser construído, e começa pelo seu SIM.

Rezemos: Pedimos-te Senhor, já que nos chamastes a ser anunciadores como Tu, ajuda-nos como Igreja, como comunidade e membros do teu povo, a sermos evangelizadores que a Igreja necessita, que o mundo espera e que o Pai deseja. AMÉM


do site:http://www.pvsantoantonio.com.br

sábado, 21 de agosto de 2010

LITURGIA DO DOMINGO 22/08-A Salvação

A Salvação

A Liturgia propõe hoje o tema da SALVAÇÃO.
A Salvação é um dom, que Deus oferece a todos,
mas a porta para entrar no Reino é estreita.

As leituras bíblicas aprofundam esse tema:

Na 1a Leitura, o Profeta fala de uma Comunidade Universal.
Todas as nações são chamadas a integrar o Povo de Deus:
"Eu virei para reunir os homens de todos os Povos;
eles virão e verão a minha glória". (Is 66,18-21)
E acrescenta algo inaudito: "Escolherei estrangeiros devotos ao meu nome...
e os enviarei como missionários para anunciar a minha salvação".

A 2ª Leitura afirma que o homem encontra a Salvação em Deus e
deve deixar-se guiar por ele, que, como Pai, corrige e repreende
os que se desviam do bom caminho da Salvação para que alcancem
a meta final, a herança reservada a seus filhos. (Hb 12,5-7.11-13)

No Evangelho, Jesus trata do mesmo tema. (Lc 13,22-30)

- Começa com uma pergunta dirigida a Jesus:
"São muitos os que se salvam?"
Os judeus estavam convencidos de que só povo de Israel se salvaria...

- Jesus não responde à pergunta, dizendo o NÚMERO dos que se salvam...
Prefere revelar o CAMINHO para a salvação.
Fala que o banquete do "Reino" é para todos.
No entanto, não há entradas garantidas, nem bilhetes reservados
e estreita é a porta para entrar nele.

- Complementa o pensamento com uma pequena PARÁBOLA:
Um Senhor oferece um banquete.
Todos podem tomar parte, porque é de graça. Todos procuram entrar.
Alguns passam, outros não conseguem. A um certo ponto a porta se fecha.
- Quem está dentro? Os patriarcas... os profetas...
e uma multidão incontável, vinda de todos os lados...
- Quem está fora? Um grupo que conheceu o Senhor e
pretende entrar de qualquer jeito, expondo os seus motivos:
"Comemos e bebemos contigo e tu ensinaste em nossas praças".
E o Senhor não abre a porta e os manda embora...
Não basta o privilégio de pertencer ao povo eleito...

- E, aos "convencidos" de ter a salvação garantida, conclui com um alerta:
"Não vos conheço..."

+ A Salvação é oferecida para todos,
independentemente de raça, de condição social, econômica ou religiosa...
Deus oferece gratuitamente a Salvação, mas espera nossa resposta,
o nosso compromisso com os valores do Evangelho.
Basta acolher essa oferta, aderir a Jesus e entrar pela "porta estreita".
* Mas para muitos, a "porta estreita" não é muito popular...
A felicidade se encontra no poder, no êxito, na exposição social,
nos cinco minutos de fama que a televisão proporciona, no dinheiro...

Para passar pela PORTA ESTREITA, são necessárias duas coisas:
- Desfazer-se de muitas "gorduras", de tanta coisa desnecessária...
- Tornar-se pequeno, simples, humilde, servidor, como criança:
"Quem não se fizer como criança não terá lugar no reino de Deus".
Os de grande estatura e os gordos não passam...

+ Um alerta:
Não haverá privilegiados, entradas garantidas, bilhetes reservados...
O ser cristão não é um meio mágico de salvação;
ela é o resultado do encontro entre o esforço humano e o dom de Deus.
Para salvar-se, não basta entrar na Igreja uma vez pelo Batismo,
mas querer entrar todos os dias pela "porta estreita"
da fidelidade à mensagem de Cristo e do Evangelho.

- Naquela hora, não haverá desculpas:
Sou católico desde criança... Vou à missa todos os domingos,
confesso com freqüência, pago sempre o dízimo, ajudo a Igreja...
Sou amigo do Padre... do Bispo...
Fiz o cursilho... o seminário da RCC... sou membro do Apostolado...

- Naquela hora, poderá ter surpresa:
"Não sei de onde vocês são... afastem-se de mim...
Há últimos que serão primeiros e primeiros que serão últimos."
= Estranhos entrando na glória e "praticantes" excluídos do banquete...

+ São muitos os que se salvam?
Jesus não respondeu diretamente à pergunta quanto ao Número,
fala dos Destinatários da salvação e o Caminho para consegui-la":
A "porta estreita" do despojamento e da humildade...

Se olharmos apenas as exigências de entrar pela "porta estreita",
poderíamos ficar preocupados...
Mas sabemos que Deus é mais bondade e misericórdia, do que justiça.
Cristo nos garante: "Eu sou a porta, quem entrar por mim, será salvo..." (Jo 10,9)
E Paulo nos garante uma verdade muito consoladora:
"É vontade de Deus que todos os homens se salvem,
e todos cheguem ao conhecimento da verdade..." (1Tm 2,4)
A porta é estreita, mas está aberta...

Dia do Leigo
Saudamos nesse dia a todos os LEIGOS que escolheram servir à Comunidade.
Obrigado por tanto bem que realizam.

Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa - 22.08.2010

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Ação de Graças pelos 10 anos de Episcopado de Dom Fernando Saburido


A Arquidiocese de Olinda e Recife celebra no próximo dia 20/08(sexta-feira), a Missa em Ação de Graças pelos 10 anos de Episcopado de dom Fernando Saburido e o 1º ano de pastoreio na arquidiocese. A solenidade será no Santuário do Sagrado Coração de Jesus, a partir das 20h.

Dom Fernando Saburido presidirá a Concelebração Eucarística, que contará com a presença e participação do clero da arquidiocese.

Todos os católicos estão convidados para louvar a Deus pelo aniversário da Sagração Episcopal de dom Fernando.

Local: Santuário do Sagrado Coração de Jesus
Rua Dom Bosco, 551, Boa Vista, Recife/PE
Hora: 20:00h

do site da CNBB Regional Nordeste 2

Esta Missa será transmitida pela
Radio Olinda AM

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Que fruta você é?



PESSOA BANANA
-Tem uma fé tão pequenina que não pode transmitir para seus filhos. Suas sementes não servem para dar novo fruto.

PESSOA ABACATE
- Tem uma fé enorme! No entanto a fé e a vida não se misturam a semente fica separada da polpa por uma menbrana.

PESSOA ABACAXI
- Pessoas que "arranham" e "machucam" ao 1º toque. Depois podem se tornar doce, mas como o passar do tempo descobrimos que o abacaxi; não tem sementes, não tem fé. São vazias.

PESSOA CAJU- É aquela que quer batizar ou casar, sem preparação e sem participar da comunidade. Alegam que a mãe ou a avó rezam todos os dias, que tem uma tia freira ou que estudaram emm colégio religioso. Como o caju, tem as sementes e a fé fora delas.

PESSOA MAÇÃ- Como aquelas pessoas que o reservam a fé para o céu, acham que a fé e o amor a Deus é próprio dos velhos, daqueles que já estão próximos da eternidade como as sementes das maças, todas escondidas, bem no meio da polpa, só no final é que podemos vê-las.

PESSOA MAMÃO OU MELÃO
- É aquela que tem fé em muitas coisas: em Deus, no horóscopo, em reencarnações no tarô em feitiço, mau olhado, etc. Como o mamão/melão, são cheios de sementes, que até atrapalham quando as comemos.

PESSOA LARANJA- A semente está bem misturada com a vida. Mas na hora de curtir o que é "bom do mundo", cospe a fé no lixo! É como a pessoa muito religiosa que para ter um emprego... mente, que quer passar de ano e cola...; tem uma empregada(o) e não registra, nem paga o salário mínimo e daí por diante.

PESSOA GOIABA- Essa é uma pessoa de valor! Fé e vida estão bem misturadas, não é possível saborear a goiaba e desprezar a semente. Usa sua fé para mostrar seu comportamento, sua vida é vivida na Fé.

PESSOA UVA- Essa é uma pessoa com dignidade toda especial. É daquelas que se aproveita tudo, desde a semente, a polpa e a casca. Fé e vida estão completamente unidas! Mas o que faz melhor que a goiaba, é que não está sozinha.
Vive em comunidade!!!
Porque pelo Batismo, nos tornamos membros da Igreja, cuja cabeça é Cristo.

domingo, 15 de agosto de 2010

ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA


Assunção da Virgem Maria

Não há maior glória do que a que recebeu Maria, escolhida para ser a mãe de Jesus, o Filho de Deus. De seu ventre virginal nasceu o Salvador da humanidade. Por isso, Deus lhe reservou a melhor das recompensas. Terminado seu tempo de vida terrestre, Maria foi "assunta", isto é, levada ao céu em corpo e alma. O que a tradição cristã diz é que Ela nem mesmo morreu, apenas "dormiu". Narra também que foram os anjos Gabriel e Miguel que A levaram ao céu. Deus queria conservar a integridade do corpo daquela que gerou seu Filho.

A solenidade da Assunção da Virgem Maria existe desde os primórdios do catolicismo. No início era celebrada a Dormição de Nossa Senhora. Esta festa veio a ser oficializada para os católicos orientais no século VII com um edito do imperador bizantino Maurício. No mesmo século a festa da Dormição foi introduzida também em Roma pelo Papa Sérgio I, de origem oriental. Foi em 687, quando, em procissão, foi até a basílica de Santa Maria Maior, celebrar o Santo Ofício. Mas foi preciso transcorrer um outro século para que o nome "dormição" cedesse o lugar àquele mais explicito de assunção", usado até os nossos dias.

Em 1950 foi solenemente definido este dogma de Maria, pelo Papa Pio XII. Pela singular importância de Sua missão como Mãe de Jesus, Maria não só foi proclamada Rainha do céu, quando levada para viver ao lado de Deus, mas proclamada Mãe da Igreja, portanto de todos nós.

Na Assunção da Virgem Maria, vemos a nossa esperança de ressurreição já realizada. Nela a Igreja atinge a plenitude do triunfo final, a vitória definitiva sobre a morte e o mal. Por isto esta festa é uma das solenidades mais comemoradas pelos católicos. Depois da Assunção, Nossa Senhora com maternal benevolência participa com Sua oração e intercessão na obra de seu Filho: a salvação da humanidade. Ela que é a mediadora de todas as graças.


do site : www.paulinas.org.br

sábado, 14 de agosto de 2010

Dia do Religioso


No terceiro domingo é celebrado o Dia do Religioso .
A Igreja precisa do carisma do Religioso, da Religiosa.
Os Religiosos surgiram nos primeiros séculos da Igreja, como eremitas no deserto, depois como monges enclausurados. Só na Alta Idade Média, encontram-se os religiosos mendicantes, sobretudo franciscanos, dominicanos, carmelitas, trinitários, servitas, mercedários .
Foi especialmente com Santo Inácio de Loyola, São Vicente de Paulo, São Camilo de Lelis que surgiram os missionários Jesuítas, Vicentinos, Camilianos, dedicados à evangelização, à formação do clero e às obras sociais .
No século dezenove, floresceram muitas congregações ativas, tanto masculinas, como femininas, com carismas diversificados, ora como missionários, educadores, ora nas creches, orfanatos, hospitais.
Os Religiosos e as Religiosas são testemunhas dos conselhos evangélicos de obediência, pobreza e castidade. No meio de um mundo secularizado, onde impera a busca desenfreada da liberdade, de bens materiais e de prazer, dando as costas aos mandamentos da Lei de Deus, da Igreja e sermão da montanha. Os Religiosos devem estar a serviço do povo.
Que os Religiosos e Religiosas, os de Institutos Seculares e Consagrados não se envergonhem de seguir a Cristo na obediência até a morte, se necessário for, de pobreza, como no-la ensinou Cristo que não tinha onde repousar a cabeça e castidade a toda prova, num mundo que perdeu o sentido do pudor, da castidade, da pureza.

FELIZ DIA DOS RELIGIOSOS

Dom Pedro Fedalto
Arcebispo de Curitba
Do site http://www.sav.org.br

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Mensagem do Pe. Reginaldo Manzotti

Filhos e Filhas,

Ainda no mês vocacional, nesta semana da família, durante o programa Experiência de Deus, estamos fazendo a leitura orante dos textos sugeridos pela CNBB- Pastoral da Família, sempre em Comunhão com a Igreja, nossa Mãe e Mestra. Assim como Santa Tereza:

“Sou uma filha de Vossa Igreja. Como filha da Igreja Católica, quero morrer".

Coloco aqui os textos da semana para você que não pode me acompanhar diariamente no “Experiência de Deus” que possa, alimentado pela palavra, realizar atos concretos de amor e união para a sua família. Para isso, te sugiro reunir a família, pegar as fotos antigas e as novas também e relembrar os momentos que já dividiram! Procure estar perto e fazer mais atividades juntos daqueles que você mais ama, a sua família!

1º Tema:
Efésios 5,21-33 / As relações e os valores familiares segundo a Bíblia.

2º Tema:
Marcos 10,2-12/ Valores na Família

3º Tema:
Mateus 5,1-12/ Família e virtudes sociais.

4º Tema:
Atos 2,42-47/ A Paróquia: o organismo que ajuda a Família na Formação de Valores.

5º Tema:
I Coríntios 13,1-13/ A Família e a Sexualidade

6º Tema:
II Coríntios 8,1-15/ Aspectos econômicos da Família que forma.

7º Tema:
João 15,12-17/ A Família e os Meios de Comunicação Social.

Deus os abençoe,
Padre Reginaldo Manzotti

Padre Reginaldo Manzotti
www.padrereginaldomanzotti.org.br

O padre está na Radio Olinda AM 1030 às 9:00h e às 15:00h; na Rádio Recife FM às 10:00h

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Momento Orante na Casa de Santa Clara

As irmãs franciscanas da Casa de Santa Clara ,em Campo Grande, farão um momento Orante, no dia 11 de agosto, quarta -feira, às 15:30 hs, em homenagem ao dia de Santa Clara.

Todos estão convidados para rezarem juntos.

A casa de Santa Clara fica na Rua Jeronimo Vilela -515, Campo Grande- Recife. Fone: 3241-0306.

sábado, 7 de agosto de 2010

Semana Nacional da Família


“Família, formadora de valores humanos e cristãos”. Este é o tema da Semana Nacional da Família, que começa no próximo domingo, 8, dia dos pais. Esta é a 14ª edição do evento e repete o tema do 6º Encontro Mundial das Famílias, que aconteceu no México, em janeiro de 2009.

“Nessa semana, as comunidades eclesiais, escolas, clubes, associações, animadas pela Pastoral Familiar, têm um espaço para preparar e organizar programações diversas, revigorando a integração familiar e ressaltando as virtudes e valores da família
“, disse o presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB, dom Orlando Brandes.

“Queremos criar cada vez mais a tradição da Semana Nacional da Família, nas dioceses e nas paróquias de todo o Brasil. Fazer com que as famílias possam refletir sobre os temas, não somente na Semana Nacional, mas todos os dias”, completou dom Orlando.

Durante a semana, as paróquias trabalharão o tema de acordo com o livro “A Hora da Família 2010”, elaborado pela Comissão. O livro traz roteiros para celebrações nos lares, nos grupos e escolas.

do site: www.cnbb.org.br

domingo, 1 de agosto de 2010

Vocação - Mês Vocacional


Em seu significado mais específico, evangélico e eclesial, vocação é o chamado que Jesus ressuscitado faz a determinadas pessoas, propondo-lhes algum “estilo diferente de vida e/ou missão a ser realizada”. Foi o que ocorreu com os doze apóstolos. Jesus ressuscitado continua chamando.
Seria muito bom que todos os batizados e batizadas se percebessem como pessoas que foram chamadas pelo Pai(Jo 6, 44), escolhidas pelo Filho(Jo 15, 16) e enviadas pelo Espírito em missão (At 13, 1 – 3). Tal consciência vocacional deverá levar, de forma definitiva, à superação da falsa idéia de que “ter vocação” é privilégio apenas dos padres e das freiras.
Em nossos dias, na Igreja, toma-se cada vez mais consciência de um chamado para uma diversidade cada vez maior de ministérios, pastorais e serviços a serem prestados nas comunidades católicas. Este chamado pode ser para o exercício dos ministérios leigos como: do Batismo, do Matrimônio, da Eucaristia, da Esperança, etc. Outros se sentem chamados aos diversos trabalhos de evangelização querigmática ou de catequese. Outros, para as mais diversas pastorais. À medida que os leigos estão assumindo seu lugar específico na Igreja e a hierarquia abandona o habitual clericalismo e abre espaço para eles, estes ministérios, pastorais e serviços passam a ser dinamizados por pessoas mais conscientes, mais bem preparadas e, principalmente, por pessoas que assumem “não por serem ‘chamadas’ pelo padre”, ou “porque têm vontade de fazer alguma coisa”, mas porque descobriram em seu coração o chamado de Jesus. Portanto, assumem a sua missão ‘por vocação’, por causa do chamado do Mestre.
Quando alguém caminha em sua vida com o coração aberto para Deus e para o amor dos irmãos, algum dia poderá sentir uma misteriosa voz interior, chamando, convidando para alguma missão.
Quando esse coração der ouvido à voz que chama, prestar atenção ao convite, der uma resposta positiva e se empenhar para cumprir a missão recebida, encontrará muito mais sentido em seu viver, descobrirá a alegria e a grandeza de poder servir a Deus na pessoa dos irmãos, fará um grande bem a muita gente, será uma benção para a comunidade e, ele mesmo, perceberá o valor maior de sua vida, feita ‘dom’ para os irmãos.
Por isso convidamos a todos para que rezem pelas vocações. Para que haja mais sacerdotes, mais religiosos, mais leigos comprometidos com nossa Igreja Povo de Deus.
Agosto é o mês vocacional. Vale a pena recordar o que celebramos neste mês:
1º Domingo: motivado pela festa de São João Maria Vianney, o Cura d'Ars, no dia 04, dia do padre;
2º Domingo: celebra-se, no país, o dia dos pais: destaque à vocação familiar, chamados a ser pai, mãe, gerar a vida;
3º Domingo: comemora-se o dia dos religiosos: destaque à vida consagrada, irmãos, irmãs, clero religioso;
4º Domingo (quando há só 4 domingos): é o dia do catequista: destaca-se a relação da vocação com a missão de anunciar a Palavra de Deus, formar o povo de sacerdotes;
5º Domingo (quando há 5 domingos): é o dia dos ministérios leigos: destaca-se a disponibilidade para o serviço à comunidade, ao Povo de Deus; aí o dia do catequista passa para o 5º domingo (é sempre o último domingo do mês de agosto).