Como nos organizamos?

Como nos organizamos?
Clique aqui para saber

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

CURSO BÍBLICO - LIÇÃO Nº 04

Como são as comunidades de Lucas

Leitura Bíblica: Lc 6,24-25

1. Lendo o 3º Evangelho e os Atos dos Apóstolos podemos conhecer as comunidades onde surgiu este Evangelho.
2. As comunidades de Lucas eram formadas, na maior parte, por não-judeus. Eram gente do mundo grego-romano.
3. Elas são comunidades urbanas. A palavra “cidade” aparece 40 vezes no Evangelho de Lucas. No livro dos Atos, Paulo vai de cidade em cidade.
4. Há também nessas comunidades pessoas convertidas que estão ligadas às instituições do império romano, funcionários públicos por exemplo.
5. A situação das mulheres naquelas cidades era de muita marginalização e desprezo. Esta mentalidade entrava nas comunidades, embora nelas as mulheres exercessem cargos de responsabilidade e tivessem maior destaque na vida comunitária.
6. As comunidades estavam vivendo um momento de desânimo. Muita gente começava a abandonar a vida cristã. Talvez tenha passado o entusiasmo inicial da primeira geração. A mentalidade do mundo grego-romano sempre teimava em entrar na comunidade. E assim as pessoas começam a duvidar que fosse possível viver a fraternidade e a igualdade que Jesus ensinara.
7. Havia tensões dentro das comunidades: Uma tensão era entre os cristãos vindos do judaísmo e os cristãos vindos do paganismo (os de origem judaica queriam tudo conforme a Lei de Moisés e tinham uma ponta de desconfiança dos ex-pagãos); Outra tensão era entre os mais bem situados na sociedade ( ricos, funcionários influentes, ...) e os pobres ( os de profissão humilde, os escravos, ...). A mentalidade de desigualdade e a ideologia escravista do império na cabeça das pessoas era uma constante ameaça à fraternidade que a comunidade procurava viver.

Por gentileza, deixe aqui seu comentário!

Nenhum comentário:

Postar um comentário