Como nos organizamos?

Como nos organizamos?
Clique aqui para saber

domingo, 22 de julho de 2012

Refletir nossa Vida




Bruno Luã da Silva Galvão
Graduando de filosofia pela Universidade Católica de Pernambuco. E-mail: brunoluan2007@hotmail.com

            
Vivemos numa sociedade mergulhada em momentos tempestuosos que permeiam a vida de nossas famílias. São inúmeros os problemas que assolam as diversas famílias que convivem e encaram diariamente artimanhas maléficas. Drogas, violências, doenças, prostituição, falta de amor, infidelidade, individualismo, perda do sentido da vida, “inconformações”, entre outras banalidades, são “ferramentas” que destroem o seio familiar e comunitário.
 Acenamos um elemento primordial causador dessa divisão de águas existente na humanidade, o vazio de Deus que grande massa da sociedade permite em suas vidas. E neste vazio que desencadeia uma migração do ser humano, que desiludido, acaba buscando um preenchimento para sua vida, e logo adiante descobre que são apenas refúgios que causam destruição para si mesmo.
Provas desta perda do sentido/desengano da vida são as inúmeras tentativas de sentirem o senhor de sua própria vida. Decidem caminharem sozinhos, mas acabam se frustrando ao decorrer da caminhada, pois não encontram forças para superar os obstáculos, sentem-se frágeis, desmotivados.   
Parece-nos que nossa vida é semelhante a uma floresta. Lá encontramos seus habitantes – os animais –, mas que vivem com o constante tormento pela caça humana. Armadilhas estão postas em todos os ambientes. Cabe a cada animal vigilância total para não ser fisgado pela presa do homem.
Canalizamos esta vida difícil dos animais com a nossa. Também nós estamos cercados pelas armadilhas e ciladas do filho das trevas. A cada momento quer fazer-nos seus prisioneiros. E quando estamos vazios de Deus, somos bastante perseguidos e muitas das vezes arrebatados pelo trabalho bem feito daquele que sonha com a nossa destruição, nossa caída total no abismo. Quer nos apresentar o fundo do poço como nossa nova morada, distante da liberdade e de respirar a vida.
Na Palavra de Deus, especificamente no salmo 124(123), encontramos uma ação de graças, uma glorificação de pessoas que professavam: “Nossa alma como pássaro espaçou. Do laço que lhe armara o caçador. Se o Senhor não estivesse ao nosso lado, Quando os homens investiram contra nós. Com certeza nos teriam devorado, No furor de sua ira contra nós, contra nós”.
Significante expressão de fé. E olhando para a nossa realidade é notório em nossos dias muitos laços que pretendem nos fisgar, sufocar nossa vida. E fazendo uma analogia, estes laços são os vícios que separa as pessoas de Deus, seja ele do álcool ao apego de coisas sutis, separações causadas pela infidelidade e pela falta de amor, calúnias, prostituição, as drogas, etc, que cotidianamente estão de prontidão para devorar e fazer prisioneiras nossas famílias, nossos jovens, nossas crianças.
Mas, quando fazemos a verdadeira experiência com o mestre Jesus, tudo em nossa vida se transforma. Não há o que temer com as ciladas do inimigo. Quando depositamos nossa confiança no Senhor, e acreditamos que sempre está nos protegendo, por mais que em nossa vida passemos por terríveis situações de perigo, Ele será nosso defensor ajudando-nos a combater e vencendo o gigante, o maligno que quer nos derrotar. 
 E vencendo a cada batalha poderemos professar juntamente com o salmista: “Nossa alma como pássaro espaçou. Do laço que lhe armara o caçador”. Sim, a liberdade é dom de Deus. Está livre para o Senhor realizar milagres e prodígios em nossas vidas. “Basta confiar, saber esperar. Ele agirá”.
Por isso, jovens, casais, pais, pergunte a si mesmo, em quem deposito a minha vida, meus projetos. Se é no Senhor, por que temer? Em quem confio nos momentos difíceis, tempestuosos que a vida apresenta? Mesmo no sofrimento não podemos desistir, olhemos com carinho para esses sinais, pois por eles também advêm rumos de transformações para nossa vida, semelhante a Cristo, que experimentou o sofrimento da cruz, mas que nessa passagem emergiu a vitória com a ressurreição, o triunfo da plena vida nova.
Jamais podemos alimentar pensamentos negativos diante das situações de sofrimento, devemos confiar no Senhor, pois Ele quer nos ajudar. Só que muitos seguem contra a maré, afirmando a ausência de Deus nas situações de perigos que enfrentam na vida. Enganam-se quem age dessa maneira. Muitos que pela falta de fé, não percebem a presença de Deus nos pequenos sinais que a vida apresenta, querem enxergar a manifestação de Deus através de coisas mirabulosas.
Enfim, reconheçamos as limitações da fraqueza humana, e ergamos nossa cabeça quando estiver passando por alguma aflição. Seja vencedor, e supere todos esses obstáculos, confiando no Senhor, pois Ele dará forças para seguir adiante na vida. Cuidado que os laços preparados pela força maligna querem a todo o momento sufocá-lo para torná-lo escravo e prisioneiro. Não deixe sua vida ser laçada pelo caçador (inimigo) que almeja devorá-la para arruinar todos os seus planos e sua liberdade.     
Muitas investidas contra nós virão querendo nos devorar, mas confiando no auxílio do Senhor, que fez o céu e a terra todos os laços maléficos se arrebentaram, pois o Senhor quer nos livres, para respirar a vida e viver bem. Aproveite esta graça de Deus concebida especialmente a você. Deus deseja você uma pessoa livre de todo o mal. Acredite!!!
Descrição: https://mail.google.com/mail/images/cleardot.gif

Um comentário:

  1. Oi Tereza,passando para desejar uma semana abençoada,beijos fique com Deus.

    ResponderExcluir