Como nos organizamos?

Como nos organizamos?
Clique aqui para saber

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Mensagem a Dom Fernando Saburido

Uma mensagem a dom Fernando
Escrito por Pe. José Edwaldo Gomes

Querido Dom Fernando: Quando a Santa Sé o nomeou Bispo Auxiliar de nossa Arquidiocese respiramos felizes e você foi o Pastor amigo com quem se podia conversar, mesmo com as limitações naturais que sua condição de Bispo Auxiliar lhe impunha. Sua eleição para a CNBB Nordeste II trouxe enorme enriquecimento para toda a Região e a atual sede da CNBB Nordeste II é marco indelével de sua passagem.

Como foi difícil entender e aceitar a sua transferência para Sobral, mesmo entendendo que você merecia ser um Bispo Residencial e aquela Diocese fazia jus à sua pessoa. Em silêncio sofremos mais este golpe e ficamos alimentando uma esperança, quase utópica, de sua volta. Só Deus sabe com que alegria e emoção a Arquidiocese recebeu a notícia de sua volta e agora como Arcebispo. Chego a pensar ter sido um milagre do nosso inesquecível Dom Helder! Seja benvindo!

Eu que o conheço desde a sua formação no Seminário Menor da Imaculada Conceição, na Várzea, e depois no Centro Vocacional da Arquidiocese, na Paróquia de São José, na Rua Imperial, quando decidiu, em boa hora, ingressar na Ordem Beneditina, posso avaliar a repercussão no interior de sua alma destas extraordinárias ascensões na sua vida religiosa!... Sempre admirei a sua humildade e simplicidade na vivência de sua vocação. Tenho absoluta certeza de que a sua aceitação para Bispo Auxiliar de nossa Arquidiocese, para Bispo Residencial de Sobral e agora para nosso Arcebispo obedeceu ao seu desejo de servir a Deus onde Ele o quiser.

O poder é bom e desejável quando a gente o entende como um serviço aos irmãos! E o querido São Bento, seu pai espiritual, sem dúvida o preparou para isto. Agora, com uma maior experiência na sua vida de Bispo da Santa Igreja, você volta para o seu povo, a sua gente, neste enorme território desta Arquidiocese de Olinda e Recife, em terras pernambucanas onde você nasceu, e a frente deste Presbitério, do povo de Deus, vai nos ajudar a caminhar. É só recordar a história e facilmente se verá o valor e importância desta Arquidiocese para todo o Regional Nordeste II, afinal o Recife é a Metrópole desta região. O nosso clero e a nossa gente sempre foram motivos de edificação no contexto desta Igreja local. É verdade que sofremos um considerável desgaste nestes últimos anos, mas, tenho certeza, com a graça de Deus e nossa colaboração, você reerguerá Olinda e Recife. O que parecia impossível aconteceu. Deus seja louvado! Você é o 31º Bispo e o 8º Arcebispo desta amada Igreja.

Saiba meu querido Dom Fernando que o nosso bom e respeitável clero diocesano e religioso bem como as nossas irmãs consagradas e todo o Povo de Deus de Olinda e Recife estarão unidos a você na reconstrução de nossa Igreja a cujo serviço consagramos nossas vidas. Conte conosco! E que a graça de Deus, nosso Pai esteja com todos nós.

» Pe. José Edwaldo Gomes é pároco de Casa Forte

Artigo publicado no Jornal do Commercio em 15.08.2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário