Como nos organizamos?

Como nos organizamos?
Clique aqui para saber

domingo, 12 de julho de 2009

Nossa Senhora Rosa Mística

A Capela Nossa Senhora Rosa Mística comemora o Novenário da padroeira com muito entusiasmo da comunidade do Residencial Boa Viagem, celebram este dia tão especial que é o dia dedicado a Nossa Senhora Rosa Mística o dia treze de Julho.
No dia 11, a pastoral da catequese da capela, realizou a coroação da santa com um encontro de todos da comunidade, as crianças com muito amor a Maria, participaram da solenidade de coroação.


Porque Rosa Mística?
A veneração a "Rosa Mística" remonta aos primeiros séculos do cristianismo. As igrejas do oriente, no famoso hino "Akatistós Paradisis" fazem menção de uma espécie de rosário onde se cantava a invocação: "Maria, tu 'Rosa Mística' da qual nasceu CRISTO, maravilhoso, de inebriante perfume."
Também a Ladainha de Nossa Senhora contém a invocação "Rosa Mística".
No santuário de Santa Maria de Rosenberg (diocese de Spira), na Alemanha, a miraculosa imagem de Maria é venerada qual "Rosa Mística" desde 1.738; na base desse quadro pintaram três rosas: uma branca, uma vermelha e uma amarela. Na auréola que circunda a imagem, há treze rosas em cada lado (estranha coincidência com o 13 de julho de cada ano, data em que a Santíssima Virgem deseja ser festejada como "Rosa Mística"). É de ressaltar-se que nos escritos dos Padres da Igreja e no culto popular mariano se encontra várias vezes, no decurso dos séculos, o apelativo de "Rosa Mística.
Significado das Rosas
Significado Místico
Quando a Santíssima Virgem apareceu a 7 de dezembro de 1.947, na Igreja de Montichiari, trazia um manto branco.
No dia 8 de dezembro de 1.947, Maria Santíssima apareceu novamente na mesma igreja apinha de gente, descendo por uma escadaria enfeitada com rosas brancas, vermelhas e amarelas. Durante essa aparição a Senhora mostrou o seu Coração luminoso, ornado com as rosas, branca, vermelha e amarela.
A rosa branca, indica-nos que Maria é a filha puríssima de DEUS PAI, é imaculada e sede de sabedoria.
A rosa vermelha é o símbolo da Mãe do Filho de DEUS, Mãe das Dores e da Misericórdia.
A rosa amarela, por sua vez, é o símbolo da Esposa do ESPÍRITO SANTO, Rainha do Céu e da Terra e Mãe da Igreja, que acolhe no seu Coração Imaculado, como em precioso vaso de cristal, torrentes de luz, de graça e de amor.
As rosas simbolizam três grandes obras da onipotência divina. Maria, sendo filha predileta de DEUS PAI, a criatura mais perfeita depois do próprio DEUS, atrai a si mesma, torrentes constantes de graças e transmite-as depois aos Seus filhos como Imaculada, Virgem poderosa, Sede de sabedoria, etc... É preciso abrir os corações a este manancial de graças, amando intensamente Nossa Senhora.
A Virgem Maria derrama as suas graças de modo particular, nos sacerdotes que o Senhor, entre milhares de homens, escolhe para o seu serviço.

Significado das Espadas
A primeira significava as almas que atraiçoam a sua vocação; a segunda, as almas consagradas que vivem em pecado mortal; a 3º, as traições dos sacerdotes parecidas com Judas. Sabemos, portanto, que a Senhora apareceu em Montichiari sobretudo para admoestar os padres, as comunidades religiosas e todas as almas consagradas, que, de forma especial, estão mais chegadas ao Coração do Senhor e da Mãe Celeste. Muitos desses jovens não possuem qualquer temor e, diariamente, ferem com a espada simbólica o Coração Imaculado de Maria, apunhalando-o cruelmente.
A dor causada pela primeira espada vem resumida nos seguintes dados: De há dez anos para cá mais de 30.000 sacerdotes católicos abandonaram a vocação. Destes, cerca de 50 por cento pediram à Santa Sé a devida laicização, enquanto a outra metade se não preocupou com isso. Da boca de um jovem sacerdote saiu até a seguinte frase: "A laicização é para o Papa, que a nós isso não faz falta". Que isto dizer que milhares de sacerdotes e religiosos perderam não só a vocação, mas também a fé, casaram apenas civilmente e, em parte, divorciaram-se já várias vezes. A esses trinta mil há que juntar milhares e milhares de religiosos e religiosas que, às ocultas, deixaram a vocação. Serão bem mais de cem mil.
Não se pode ocultar esta realidade. É um número espantoso, um gládio horrível que enterra a sua lâmina ensangüentada no Coração de Maria. Eis agora o sofrimento da 2º espada, ocasionada pelos sacerdotes e religiosos que vivem em pecado mortal. Estes, embora se mantenham ao serviço sacerdotal ou nas comunidades religiosas, ofendem com a sua tibieza e indiferença crônicas o Coração da Mãe Celeste, denegrindo o Santo Padre com injustas críticas à Igreja, com a mania de seculares divertimentos, celebrações e comunhões sacrílegas. Só Deus sabe quantos sacrilégios há e se cometem hoje na Igreja. Esta segunda espada é muito mais dolorosa que a 1º; mas a terceira excede as outras duas. Trata-se, de fato, dos sacerdotes e almas consagradas, que não só perdem a vocação, mas também a fé e se transformam até nos mais encarniçados inimigos da Igreja, causando, por essa forma, um dano gravíssimo a todas as almas, ao Rebanho de Cristo. A Igreja revive hoje a 3º tentação de Cristo, quando Satanás o levou a um monte e lhe disse: "Tudo isto eu te darei, se te prostrares a meus pés e me adorares".
Quantos padres, religiosos e leigos, caíram como vítimas inglórias dessa tentação, limitando-se a uma resistência passiva, convencidos de que podiam continuar a viver servindo a dois senhores. Hoje, mais que nunca, está em curso a divisão dos espíritos e, em conseqüência, a crivagem das almas: dum lado, o vazio e a fuga da cruz; do outro - graças a Deus - uma renovada e consciente decisão de seguir essa cruz.
Não é fantasia dizer que hoje se vive no meio de Sodoma e Gomorra. Mas, para lá dessa torrente de iniqüidades, há o bem realizado pelos justos, que são numerosos, para os quais se volta, a chorar, a Mãe Dolorosa transverberada pelos três gládios acima descritos, com o chamamento à oração, penitência e sacrifício.
























Entrada dos Catequisandos(anjos)















Entrada da coroante














Coroação de Nossa Senhora Rosa Mística














Catequistas














Procissão de encerramento 13/07/2009












Nenhum comentário:

Postar um comentário