Como nos organizamos?

Como nos organizamos?
Clique aqui para saber

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Sabedoria na resistência - parte 7


Júlio César(48-44 a . E.C.)

No ano 48 a .E.C., Pompeu foi derrotado por César em Farsália, na Grécia, e logo depois morto no Egito. César manteve a política de não submeter diretamente os judeus ao domínio romano, mas de controlar os cargos públicos da Judéia, nomeando aqueles de quem pudesse obter apoio, confirmando Hircano II no cargo de etnarca,isto é ,governador da Judéia. E Antípater como seu administrador. Em consideração a ajuda que César recebeu dos judeus, cedeu-lhes o controle da cidade de Jafa e das cidades da planície de Esdrelon . A partir daí, Antípater tornou-se um verdadeiro procurador romano na Judéia. Nomeou seu filho mais velho, Fasael, como governador de Jerusalém, e o filho menor, Herodes, com estratego da Galiléia, isto é, uma espécie de general superior. Isso significava que Herodes tinha uma milícia romana sob seu comando. Sua primeira atuação foi sufocar a revolta de Ezequias, entre os anos 47-41 a .E.C. Em 44 César foi assassinado em Roma. Antônio assumiu o trono em seu lugar.

Antônio (41-30 a . E.C.)

Antônio era membro triunvirato. Assim que assumiu o governo do Oriente, nomeu Herodes governador da Galiléia e da Peréia, aumentando mais o poder deste. No ano 40 a .E.C., os partos, vindos da Pérsia, invadiram a Síria e a Judéia e tomaram Jerusalém, dominando a região.Nomearam Antígono, filho de Aristóbulo II, como rei da Judéia e sumo sacerdote, Herodes, então fugiu para Roma. Hircano II foi deposto e mutilado. No fim daquele ano, o Senado romano nomeou Herodes rei da Judéia, mas ele só pôde exercer a realeza depois que venceu Antígono e tomou Jerusalém com a ajuda de Sósio, governador romano da Síria, no ano de 37 a .E.C.

Nenhum comentário:

Postar um comentário